Banner

Print

 

Em decisão na noite de quarta-feira (13), o tribunal do júri popular condenou os acusados de assassinar o mossoroense Eliel Ferreira Cavalcante Júnior com pena de mais de 20 anos de prisão cada um. O julgamento teve início na terça-feira (12), no Fórum Miguel Seabra, em Natal/RN.

Ialamy Gonzaga, Francisco de Assis Ferreira da Silva e Josemberg Alexandre da Silva foram condenados pelo homicídio de Eliel Ferreira com acréscimo de motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. Os três acusados também foram condenados pela tentativa de homicídio contra Lucas Emanoel Pereira, namorado de Eliel.

Ialamy Gonzaga, acusado de atirar na vítima, foi reconhecido pelos jurados como o de maior participação no crime, mas teve a pena reduzida devido a ausência de antecedentes criminais e a confissão do assassinato. Ele foi condenado a 23 anos de prisão. Josemberg Alexandre teve uma condenação de 22 anos e Francisco de Assis recebeu a maior pena, com 25 anos. Ambos em regime fechado.

Eliel Ferreira Cavalcanti Júnior, de 25 anos, foi morto no dia 9 de abril de 2022, no Bairro Aeroporto, em Mossoró. Ele estava conversando com o namorado, Lucas Emanoel, na calçada do condomínio em que Lucas morava. Eliel foi morto com nove disparos de arma de fogo, e Lucas sofreu uma tentativa de homicídio.

“Eles queriam matar o meu filho, a família nunca acreditou na história que ele tinha sido confundido com um assaltante”, disse Eliel Cavalcanti, pai da vítima em uma das entrevistas ao Jornalismo TCM.

TCM Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA