Independência

Independencia banner

 

Jornalista Bruno Barreto sofreu ameaça

Por Por Emanoel Barreto / Blog Coisas de Jornal

O jornalista Bruno Barreto registrou boletim de ocorrência em delegacia denunciando um homem identificado como Rodolfo Rummenigge, que em gravação de áudio diz, com voz notavelmente colérica, que o profissional deveria ser alvejado com tiros na testa e cabeça e ser estuprado por um jumento.

A agressão verbal deu-se pelo fato de que Barreto publicou comentário a respeito de ideias homofóbicas, enfatizando que elas induzem pessoas de orientação sexual não-binária a buscar a cura gay. Lembrou caso recente, quando a influenciadora social bolsonarista Karol Eller suicidou-se após tentar a cura gay.

A atitude destemperada de Rummenigge foi denunciada à polícia, devendo agora o jornalista mover processo contra o agressor, que o apontou também como defensor do Hamas, grupo palestino atualmente em guerra com o estado de Israel. Bruno jamais redigiu uma linha a favor do Hamas.

No áudio percebe-se um indivíduo totalmente descontrolado e raivoso. Pessoas como o agressor, que é bolsonarista com visão de mundo centrada em padrões opinativos que se apoiam na violência em vez do debate de ideias, precisam ser denunciadas.

Tipos assim em nada contribuem ao processo democrático e somente trazem ao temário social um discurso de ódio, cujas ameaças se apoiam em compreensões que respaldam uma sociedade antidemocrática e silenciadora dos que buscam consolidar a democracia. Não se pode aceitar que o medo ocupe o lugar da racionalidade, nem que as sombras ocupem o lugar da luz.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA

GOVERNO