Escrita

Escrita banner

 

Médicos pediatras que atuam na UTI da Maternidade Almeida Castro, em Mossoró, paralisaram na quinta-feira (14) as atividades, em função da ausência de pagamento dos serviços prestados. De acordo com os profissionais, há mais de 70 dias eles estão sem receber os serviços de plantões e visitas na UTI da maternidade.

Na última terça-feira (12), uma sentença da Justiça Federal determinou o bloqueio nas contas do Governo do RN para pagamentos atrasados. A Justiça também autorizou o parcelamento das dívidas da Prefeitura de Mossoró com a Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e Infância de Mossoró (APAMIM).

Leia mais: Justiça bloqueia contas do Estado para pagamento dos médicos da APAMIM

TCM Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA