Banner

OCULUM 600 120

 

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da Coordenação do Programa Estadual de Imunização e em parceria com o Programa de Imunização da II Ursap, promove a Oficina de Monitoramento das Estratégias de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo nos dias 10 e 11 de julho. O evento será realizado no auditório deputado Leônidas Ferreira da II Ursap.

A oficina, que integra os compromissos assumidos pelos países-membros para a erradicação da poliomielite e a eliminação do sarampo, segue as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e suas respectivas Comissões Globais e Regionais. O objetivo principal é avaliar e aprimorar as estratégias de vacinação contra essas doenças no Brasil, com foco em melhorar as coberturas vacinais em nível nacional, estadual e municipal.

Durante o evento, será avaliada a situação vacinal de crianças menores de 5 anos, considerando o esquema primário para poliomielite e as doses da vacina contra o sarampo. Também serão discutidas estratégias para resgatar e vacinar crianças não vacinadas ou com esquema vacinal incompleto.

As palestras serão ministradas por Laiane Graziela Paulino da Costa, Coordenadora Estadual do Programa de Imunização, e pelas enfermeiras Marieta Sousa Tavares Emídio Pinheiro e Jocelly de Oliveira Bento. Participarão ainda Kyvia Layane Maia, Lucinete Almeida e Jorge Mota, do Programa de Imunização da II Ursap.

O público-alvo inclui coordenadores municipais de Imunização, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde com perfil multiplicador. São esperadas oitenta pessoas.

Programação:

Dia 10 de julho

– Participação dos doze municípios da VIII Região de Saúde: Açu, Alto do Rodrigues, Angicos, Carnaubais, Fernando Pedroza, Ipanguaçu, Itajá, Paraú, Pendências, Porto do Mangue, São Rafael e Triunfo Potiguar.

– Horário: 13h às 16h

Dia 11 de julho

– Participação dos quatorze municípios da II Região de Saúde: Apodi, Areia Branca, Campo Grande, Baraúna, Caraúbas, Felipe Guerra, Governador Dix-Sept-Rosado, Grossos, Janduís, Messias Targino, Mossoró, Serra do Mel, Tibau e Upanema.

– Horário: 8h às 13h

Poliomielite: O Brasil não registra casos de poliomielite desde 1990 e foi certificado como área livre de circulação do Poliovírus Selvagem (PVS) em 1994 pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). No entanto, nos últimos dois anos, o país foi classificado como de alto risco para a reintrodução do vírus.

Sarampo: Em processo de eliminação no Brasil, o sarampo foi reintroduzido em 2018 devido às baixas coberturas vacinais, resultando em 29.712 casos confirmados entre 2019 e 2022. O último caso foi registrado em junho de 2022. O Monitoramento das Estratégias de Vacinação (MEV) é essencial para o processo de recertificação da eliminação do sarampo e outras doenças relacionadas na região das Américas.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA