Banner

OCULUM 600 120

 


Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) busca solução para o reuso da água proveniente da produção de óleo (efluentes), na Fazenda Belém, de propriedade da empresa 3R Petroleum, localiza no município de Icapui, no Ceará. Na terça-feira, 9, representantes da 3R Petroleum, juntamente com representantes da Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará (Semace), vieram conhecer o andamento do Projeto Viabilidade Edafo-Ambiental do Reuso da Água produzida de Petróleo para irrigação e matérias-primas energéticas e/ou visando a geração de créditos de carbono, que tem a coordenação dos professores Frederico Ribeiro do Carmo e Daniel Valadão Silva.

Segundo o professor Frederico do Carmo, trata-se de um projeto que pode trazer muitos benefícios para a região que está inserida num contexto de escassez hídrica. “Queremos reutilizar a água na produção agrícola de matérias primas para a bioenergia, uma estratégia fundamental para o desenvolvimento sustentável do país”, explicou.

 O andamento do projeto que tem vigência até outubro de 2024, também recebeu conceito positivo do técnico da Superintendência de Meio Ambiente do Ceará (Semace), Alexandre Pinto, “Um experimento importante voltado para solucionar um problema da 3R Petroleum. Estamos em busca de uma solução que é justamente fazer o reuso do afluente na irrigação de plantas para produção de biomassa, muito valorizada pelas industrias de cerâmica e cimento, por exemplo. Vemos aqui uma solução inusitada, tanto em termos ambientais, quanto em termos de produção da Fazenda Belém”, considerou o técnico da Semace.

Quando implementado, o projeto poderá irrigar aproximadamente 170 hectares em área próxima ao Polo Fazenda Belém. “Estamos a encontrar uma solução ambientalmente correta para a água produzida de petróleo, que é esse projeto para irrigação de plantas para bioenergia, principalmente, eucalipto e capim elefante”, considerou Alexandre Pinto.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA