Escrita

Escrita banner

 

Os professores da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) deram início à greve nesta segunda-feira (10). Dentre os pontos da paralisação estão a recomposição salarial, concurso público e revogação de instruções normativas que limitam o direito de greve.

Em assembleia realizada no dia 4 junho, os professores da Universidade aderiram ao movimento grevista, com votação que contou com 195 favoráveis e 94 contrários.

Além da Ufersa, professores do IFRN e UFRN também paralisaram as atividades em assembleias da categoria. Nacionalmente, o movimento já alcança 61 instituições federais, das 68 existentes no país. 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA