Banner

OCULUM 600 120

 


Um policial penal do Rio Grande do Norte foi preso em flagrante após dirigir em alta velocidade, bater em quatro veículos, incluindo uma ambulância, atropelar um policial militar e atirar em outras duas pessoas no Recife. Imagens mostram o homem deitado às margens da BR-101, chutando os agentes que o prenderam.

Segundo informações da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista estava alcoolizado e foi levado a uma unidade de saúde antes de ser preso. De acordo com a Polícia Civil, ele é suspeito de roubar o veículo que dirigia e foi autuado por tentativa de homicídio e lesão corporal de trânsito.

O caso aconteceu na manhã de sexta-feira (14). O policial penal foi identificado como Juan Diego Silva Soares, de 37 anos. Procurada, a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte (Seap) disse que enviou uma equipe à capital pernambucana para "adotar as providências necessárias".

A Polícia Militar informou que foi acionada para verificar uma ocorrência de disparos de arma de fogo na Estrada do Arraial, no bairro de Casa Amarela. De acordo com a denúncia, após disparar os tiros, o homem seguiu em alta velocidade em direção a BR-101.

Já a PRF disse que o acidente ocorreu por volta das 6h15, no quilômetro 60 da rodovia, no sentido Paulista. O motorista bateu em dois carros, uma moto e uma ambulância. Segundo a PRF, o motociclista foi levado a uma unidade de saúde. O local não foi informado.

Segundo a PM, após a batida, o homem tentou fugir, mas foi detido por pessoas que estavam no local. Na rodovia, a polícia disse que tomou conhecimento de que o motorista atropelou um segundo policial militar e atirou em duas pessoas.

A corporação não esclareceu se as vítimas foram baleadas ainda no bairro de Casa Amarela, ou na rodovia federal. Também não informou os nomes nem as idades dessas vítimas. Questionada pelo g1, a PM disse que não tinha mais detalhes sobre o caso.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito foi levado à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife, e, após o atendimento médico, encaminhado ao DHPP.

Procurada, a Polícia Civil disse que o caso foi registrado pela Força Tarefa de Homicídios da Capital e que contabilizou, ao todo, cinco vítimas do caso, com idades entre 30 e 43 anos. Após a autuação, o policial penal foi encaminhado para audiência de custódia.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA