Cacim

Print

 

Allisson Amos Nascimento de Sousa, de 24 anos, preso na quinta-feira (16) no município de Lajes, após ter atirado e matado o empresário Ares Franklin Bandeira dos Santos, de 37 anos, conhecido por Kekel, já possui uma extensa ficha criminal.

O homicídio aconteceu após uma discussão de trânsito. De acordo com o delegado Karlisson Rolim dos Santos, Allison bateu e derrubou a motocicleta do pai de Ares e fugiu em seguida.

Ares então perseguiu o suspeito, que ao notar que estava sendo seguido, na entrada da cidade, próximo ao posto Odon, sacou uma arma e efetuou dois disparos contra a vítima. Ares ainda chegou a ser socorrido para o hospital da cidade, mas não resistiu.

Leia mais: Empresário é morto a tiros após briga de trânsito no interior do RN; suspeito é preso

Logo após o crime, a polícia civil de Lajes, juntamente com a polícia militar, iniciou as buscas pelo suspeito. Ainda segundo o delegado Karlisson, a guarnição foi informada que o carro de Allison estava no desvio da ponte. Os policiais então se dirigiram ao local e conseguiram prendê-lo.

Allison é do município de Umarizal e já responde por uma série de crimes, tais como tentativa de homicídio, porte ilegal de drogas, violência doméstica e homicídios.

Ele foi preso em março de 2023, pelo homicídio de Antônia Elisonaide Nunes, crime ocorrido no dia 18 de fevereiro, no bairro Mutirão, em Umarizal. Por este caso, foi levado à júri popular e, apesar de todas as provas e reconhecida sua participação no crime, acabou sendo absolvido por clemência.

Atualmente, Allison está sendo investigado por outro homicídio no município de Umarizal.

Mossoró Hoje


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA