Escrita

Escrita banner

 

O Estádio Leonardo Nogueira está fechado desde 10 de fevereiro, quando a marquise metálica desabou após uma forte chuva. O local também sofreu uma interdição dias antes do acontecido por falta de obras de acessibilidade. Desde então, a ausência do Nogueirão vem dificultando o dia a dia dos clubes do futebol mossoroense, que correram para buscar alternativas para jogos e treinos, além de sofrerem com prejuízos financeiros pela ausência da praça esportiva.

Diante deste cenário, Baraúnas, Potiguar e Mossoró EC, decidiram colocar a rivalidade de lado e tentam viabilizar a reabertura do Nogueirão, que também vive um processo inicial de permuta para outro local. A ideia dos três times é conseguir uma cessão de direitos do estádio, junto à prefeitura, para realizar os reparos mínimos que possibilitem a reabertura do estádio, a partir de obras para reparar problemas estruturais. A medida tem como objetivo ter o Nogueirão apto para receber jogos, com o mínimo de público, até a conclusão do processo de permuta.

O jornalismo TCM teve acesso ao ofício assinado pelos três clubes, formalizado no dia 23 de abril de 2024.

“Diante do exposto e também por entender que a PMM e os clubes trabalham em regime de parceria, nos colocamos a disposição para ajudar a prefeitura para dar ao estádio “Nogueirão” os requisitos mínimos que o coloquem em condição de receber uma partida oficial. Portanto, os clubes vêm por meio deste solicitar a PMM, que seja firmado um termo de cessão de direitos sobre o estádio, para que os clubes e suas equipes de engenharia consigam alterar projetos e laudos e executar as benfeitorias necessárias até que o processo de permuta seja finalizado e assim tenhamos um novo estádio. Deixamos por meio deste a solicitação para que seja realizada uma audiência entre representantes dos clubes e o prefeito, para definirmos os termos acima.”

Os três clubes explicaram que são favoráveis à permuta do Nogueirão – a ideia da prefeitura é levar o estádio para outro bairro, mas ressaltam que o futebol profissional da cidade está sofrendo com prejuízos financeiros com a ausência de um estádio apto para jogos oficiais. Potiguar e Baraúnas mandaram seus jogos em Assú neste ano e contabilizaram gastos três vezes maiores em comparação aos realizados em Mossoró.

Na atual temporada da Série D, o Alvirrubro Mossoroense também está levando seus jogos como mandante para o Edgarzão, mas já estuda a possibilidade de colocar as partidas em Natal. As categorias de base e o atletismo também foram afetados com a interdição do Nogueirão. No segundo semestre, também era esperado a participação do Mossoró Esporte Clube na segunda divisão estadual. O Carcará poderá fazer uma parceria com a Univap para jogar em Apodi.

Em janeiro de 2024, Potiguar e Baraúnas disputaram dois clássicos, com uma vitória para cada equipe. As partidas foram válidas pelo Campeonato Estadual e marcou o retorno do ‘Potiba’ após seis anos.

TCM Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA