GOVERNO

640x128

Fotomontagem: Diário do RN

“Time que não joga, não tem torcida”, é assim que o presidente do Progressistas no Rio Grande do Norte, João Maia, define para a reportagem do Diário do RN sua opinião sobre a candidatura de Rosalba Ciarlini (PP) à prefeitura de Mossoró. Apesar de ponderar que “essa é uma decisão dela”, Maia deixa claro que Rosalba precisa botar o nome da rua pelo menos para marcar espaço e tentar evitar um crescimento maior de Allyson Bezerra (União), que pode ter projetos para 2026.

Na segunda-feira (22), João teve uma reunião com Rosalba e Carlos Augusto, seu marido e mentor político, mas o encontro não foi conclusivo sobre o projeto do PP para Mossoró, segundo ele. “Ela não tem essa convicção, não”, afirmou. Ele conta que a ex-prefeita vai voltar a conversar com família e amigos, leia-se o grupo, para definir.

Mesmo em larga desvantagem de acordo com a pesquisa Datavero/93 FM de Mossoró, divulgada na semana passada, João Maia acredita que a oposição deve levar à frente projeto a majoritária.

“Eu acho que interessa unir a oposição até para criar dificuldades, para Allyson não sair fazendo campanha aí pelo estado. Porque se for muito fácil para ele, eu acho que ele vai fazer campanha em todo lugar”, disse, sem mencionar, no entanto, de qual lado da oposição Rosalba deveria ficar, já que Mossoró hoje conta com nomes de dois extremos políticos na oposição, Genivan Vale, no PL, pré-candidato, e a expectativa de um nome a ser lançado pelo PT.

Ele analisa que a pesquisa é uma “fotografia do momento e que tudo pode acontecer”.

“Eu acho que a oposição tem que se movimentar sim. Na verdade, esse período pré-eleitoral ficou muito longo e ele é decisivo. Mais do que o período da campanha, que é de 45 dias e que tem muito mais restrições do que tem se tem agora”, finaliza.

A pesquisa Datavero/93 FM trouxe o prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (União) com mais de 50 pontos percentuais de vantagem sobre Rosalba Ciarlini, que ficou em segunda colocação. Da deputada estadual Isolda Dantas (PT) e do pré-candidato do PL, Genivan Vale, a distância é de mais de 60 pontos.

Allyson Bezerra tem 68,71%, Rosalba Ciarlini 9,93%, Isolda Dantas 3,48%, Genivan Vale 1,82%, Zé Peixeiro 1,82% e Tony Fernandes (Avante) 1,16% das intenções de votos na pesquisa estimulada. Ainda 8,28% dos eleitores mossoroenses afirmaram votar em nenhum e 4,80% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa, que tem margem de erro de 3%, entrevistou 600 pessoas nos dias 13 e 14 de abril de 2024. O número de registro no TRE é RN-00041/2024.

Antes dos resultados, a ex-prefeita chegou a conversar nos bastidores com Fátima Bezerra (PT) sobre a possibilidade de composição com o PT. Em seguida, recebeu convite do presidente do PL e pré-candidato do partido, para participar do projeto da direita em Mossoró à prefeitura municipal.

Rosalba não falou sobre o assunto desde então.

Por Carol Ribeiro do Diário do RN



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA

GOVERNO