Independência

Independencia banner

Reunidos em assembleia na terça-feira (05), servidores técnico-administrativos da UFERSA aprovaram, por unanimidade, a deflagração da greve para o dia 11 de março, próxima segunda-feira. A coordenação do Sintest/UFERSA ainda vai ouvir os servidores dos campi de Angicos, Pau dos Ferros e Caraúbas.

“Acreditamos que os servidores devem seguir a mesma orientação que Mossoró e aprovaremos a greve do serviço público para o dia 11 de março. A gente lembra que a greve é para incomodar mesmo! É para sentirem a necessidade da prestação dos serviços dos servidores técnico-administrativos. Precisamos pressionar o governo para conseguirmos a reestruturação da carreira. O nosso trabalho é essencial”, destacou Kaliane Morais, coordenadora geral do Sintest/UFERSA.

“Nós não estamos lutando apenas pela recomposição salarial, que não é aumento, é recomposição, e é importante que isso seja esclarecido. Nosso salário vem defasado, tudo aumentando, a gente sabe que, desde 2017 pra cá, a inflação vem aumentando e o nosso poder de compra vem diminuindo. Nossa luta também é pela pauta da reestruturação da carreira, que é outro ponto tão importante quanto a recomposição”, ressaltou André Macedo, servidor do campus Mossoró.

A Plenária Nacional da FASUBRA, realizada em dezembro de 2023, deliberou o indicativo de greve para o primeiro trimestre de 2024, ou seja, até março. A Direção Nacional da FASUBRA, seguindo deliberação da Plenária, em reunião realizada no dia 18 de janeiro definiu o indicativo de greve para o dia 11 de março.

Nesta quarta-feira, dia 06/03 a coordenação estará em Angicos, no auditório administrativo Jansen Câmara, a partir das 09h. Na quinta-feira haverá assembleia em Caraúbas pela manhã e em Pau dos Ferros a tarde. 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Cacim