Banner

Print

 

O Rio Grande do Norte gerou 1.457 novos postos de trabalho formal no mês de janeiro de 2024. Foi o que apontou o novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado na sexta-feira (16) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O resultado é baseado na diferença entre o número de admissões e de demissões. Veja abaixo os números do RN em janeiro:

  • Admissões: 17.836;
  • Demissões: 16.374.

No comparativo com o mês de dezembro de 2023, o aumento na criação de trabalhos com carteira assinada foi de 0,11%. Nos últimos 12 meses, o aumento é de 5%.

Em todo o Brasil, mais de 180 mil novas vagas de emprego foram geradas em janeiro. O governo também informou que o salário médio de admissão foi de R$ 2.118,32.

Cidades: maiores e piores saldos

A cidade de Mossoró foi a que registrou o maior saldo positivo na abertura de postos de trabalho com carteira assinada no mês de janeiro no Rio Grande do Norte, com 583 novas vagas. Foram 2.959 admissões e 2.376 demissões.

A capital Natal ficou em segundo, com 381 novos postos formais, sendo 7.135 contratações e 6.754 demissões.

Macaíba, com uma redução de 184 novos postos formais de trabalho, e Apodi, com uma redução de 127, foram as cidades do RN com pior saldo, tendo mais demissões do que contratações.

Setor de serviços: mais vagas criadas

O setor de serviços foi o que teve mais vagas formais criadas em janeiro deste ano, de acordo com o Caged. Ao todo, 1.232 novos postos de trabalho foram abertos na área. Veja o resultado nas demais áreas do RN:

  • Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura: -450
  • Indústria geral: 47
  • Construção: 692
  • Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas: -64
G1/RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA