Independência

Independencia banner

 


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quarta-feira (21) uma operação com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão para encontrar provas subtraídas e que podem contribuir para a investigação do assassinato de Joseilson Borges da Costa, conhecido como “Nenem Borges”, prefeito de São José de Campestre. Ele foi morto a tiros no dia 18 de abril do ano passado dentro da própria residência, em um crime com características de execução sumária.

De acordo com o MPRN, as medidas da ação são fundamentais na colheita de elementos que possam auxiliar nas provas de motivações envolvendo o homicídio do prefeito, especialmente em razão da subtração de provas ocorridas que configuram, em tese, crimes de coação no curso do processo, falso testemunho e fraude processual.

A operação cumpriu quatro mandados de busca e apreensão e contou com o apoio da Polícia Militar. Ao todo, cinco promotores de Justiça, nove servidores do MPRN e 24 policiais militares participaram da ação.

Relembre o caso: Prefeito de São José do Campestre, no RN é assassinado a tiros dentro de casa

Tribuna do Norte



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Cacim