Escrita

Escrita banner

 


Emilly Karoline Farias Barbalho, de 27 anos, foi julgada na segunda feira 26 de fevereiro pela morte do seu recém-nascido, após ter jogado o bebê pela janeiro do apartamento onde morava no Condomínio Jardim Planalto no Bairro Planalto 13 de Maio em Mossoró. O crime aconteceu no dia 16 de fevereiro de 2019.

O julgamento durou pouco mais de 1h, visto que o Ministério Público do Rio Grande do Norte, representado pelo promotor Armando Lúcio Ribeiro, e a defesa da ré, representada pelo advogado Otoniel Maia, concordaram na tese de infanticídio.

Após os debates apresentados em plenário pela defesa e pela acusação, o conselho de sentença decidiu votar pela condenação de Emilly pelo crime de infanticídio. A pena aplicada pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros, presidente do TJP, foi de 2 anos, no regime aberto.

O juiz explicou que a pena para infanticídio, conforme determina a lei, já é uma pena menor do que a de homicídio e que, neste caso específico, a jovem tem bons antecedentes, o que a fez pegar a pena mínima.

Leia mais: Acusada de jogar filha recém-nascida pela janela no RN será julgada nesta segunda-feira

Fim da Linha



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Cacim