Governo

640x128



O Ministério Público Federal (MPF) abriu inquérito civil para investigar supostos atos de improbidade administrativa de Agente de Execução Penal da Penitenciária Federal de Mossoró (RN). O inquérito foi aberto um dia após a fuga de dois presos do presídio, conforme publicação no Diário Eletrônico do MPF de 19 de fevereiro.

A portaria informa que o inquérito tem base em procedimento preparatório instaurado em 2023, relacionado ao uso de auxílio transporte. O agente está de férias desde 29 de janeiro. As buscas pelos fugitivos do presídio federal de Mossoró completaram sete dias, com o último sinal de celular obtido no sábado 17 em área rural próxima à divisa do Rio Grande do Norte com o Ceará.

A suspeita é de que os celulares tenham ficado sem bateria, e os fugitivos foram vistos roubando celulares, acessando redes sociais e assistindo a notícias sobre a fuga em uma casa a cerca de três quilômetros da penitenciária. Acredita-se que permaneçam na região.

Agora RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Cacim