Independência

BANNER BLOG 2024 0001

 

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem suspeito de ordenar um ataque a tiros que culminou com a morte de uma criança de 10 anos de idade foi preso nesta quarta-feira (10) no município de Jardim de Piranhas, na Região Seridó do Rio Grande do Norte. O nome do suspeito não foi divulgado.

O crime aconteceu no ano de 2018 também em Jardim de Piranhas. O menino estava em um carro e foi baleado na cabeça.

Segundo a Polícia Civil, a intenção dos criminosos era atingir o outro ocupante do carro, que sobreviveu.

"O homem era chefe de uma célula de uma organização criminosa de uma cidade e havia 'decretado', como se diz na linguagem da facção, um indivíduo pertencente a uma facção rival", explicou o delegado Francisco Eudo, da Delegacia de Jardim do Seridó.

"Outros membros da facção, então, visando cumprir o decreto determinado pelo chefe, atentaram contra a vida de um sujeito que estava a bordo do veículo, mas acabaram por vitimar o sobrinho desse homem".

Contra o suspeito, havia um mandado de prisão, que foi cumprido por policiais civis da delegacia da cidade com o apoio da Polícia Militar.

O crime

A vítima do crime foi Junior Cesar Vale da Costa, de 10 anos, que viajava em um carro conduzido pelo primo, com destino à Paraíba. Quando estavam na RN-288, o veículo foi interceptado por um outro, de onde surgiram disparos de arma de fogo.

O motorista sofreu disparo no braço, perdeu o controle do veículo e capotou. Ele foi socorrido e levado ao hospital da cidade e, após atendimento, liberado. Junior morreu na hora.

A investigação, segundo a Polícia Civil, apontou que o suspeito chefiava uma facção criminosa e que foi o mandante do ataque a tiros que teria outro alvo, mas acabou atingindo o menino.

Em um terceiro veículo, viajava o pai da criança que trabalha com venda de automóveis e entregaria um carro no estado da Paraíba.

G1/RN



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Oculum