Independência

BANNER BLOG 2024 0001

 

Obras do vuco-vuco em Mossoró (Foto: TCM Notícia)

Comerciantes que trabalham no Mercado Vuco-Vuco, em Mossoró, cobram a entrega da obra de ampliação e reforma do espaço. A construção foi iniciada pela Prefeitura em 2022 e uma das previsões era de que a entrega acontecesse em novembro do mesmo ano, mas atualmente a obra se encontra paralisada.

“Mais de um ano e um pouquinho a gente tá aguardando, esperando pela melhoria, e fica nesse impasse que não tem data, não sabemos de praticamente nada. Isso aqui é uma melhoria pra gente que tá trabalhando e tá aguardando para ver se alguém passa alguma informação pra gente, para irmos para os boxes novos”, disse o vendedor Jailson Carlos em entrevista ao Jornalismo TCM.

A obra avaliada em R$ 3.245.294,92 visa a ampliação do mercado dos atuais 150 boxes de vendas para 270, acomodando os vendedores que já possuem o espaço físico e também aqueles que comercializam nas calçadas do Vuco-Vuco.

De acordo com Jailson Carlos, a interdição para ampliar e reformar o mercado está trazendo prejuízos pra quem atua no local. “Isso aqui interditado, fechado, fica ruim dos clientes chegarem. Estamos aguardando ansiosos pra que tudo fique pronto. Não só eu, como todo mundo que está aqui na batalha”.

Juberlândio Santiago também é vendedor no Vuco-Vuco. Além de reclamar do atraso, ele alerta para falta de segurança no mercado.

“A gente vê as gambiarras aqui, é muito perigoso. Quando chove fica alagado, vários ratos correndo por aqui, mas a gente está aqui trabalhando porque precisa sustentar nossas famílias. A gente pede que a obra seja entregue logo”, diz Juberlândio.

O Jornalismo TCM procurou a Prefeitura de Mossoró para saber sobre a paralisação nos serviços e a previsão de entrega da obra. Em nota, a Secretaria Municipal de Infraestrutura informou que a “empresa contratada para realização da construção está finalizando as instalações elétricas e as instalações de combate a incêndio da área ampliada, bem como realizando ajustes técnicos solicitados pela Companhia Elétrica do Rio Grande do Norte (Cosern). A Seinfra adota as medidas necessárias para finalização da obra o quanto antes”.

TCM Notícia



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Oculum