Independência

BANNER BLOG 2024 0001
Teste para covid-19 (Foto: Secom)

O número de casos conhecidos de Covid aumentou no Rio Grande do Norte em novembro. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), em outubro 105 casos foram registrados e em novembro esse número subiu para 484, um aumento de cerca de 360% em um mês.

Em outubro, sete pessoas morreram por complicações da doença, de acordo com a Sesap. Já em outubro, houve quatro vítimas fatais.

Entre os dias 5 ao dia 11 de novembro, o número de casos registrados foi de 71. Na semana seguinte, de 12 a 18 de novembro, o número de casos confirmados da doença saltou para 172 - um aumento de 142.25% em apenas uma semana.

Os números são menores que no auge da pandemia, quando o RN chegou a registrar mais de 2 mil casos por dia. Mesmo assim, a situação preocupa.

"A situação no Brasil está muito heterogênea. Em alguns estados a gente teve esse aumento ali por setembro, e lá já vem caindo [o número de casos], como nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. E agora aqui na região Nordeste, especialmente na parte mais ao Norte, como aqui no RN, no Pernambuco e no Ceará, vem tendo um aumento bastante preocupante nos casos de covid-19", explicou a imunologista Janeusa Trindade.

De acordo com Janeusa, apesar de os pesquisadores observarem uma tendência de aumento no número de casos nessa época do ano, o comportamento do vírus segue sendo estudado e ainda não dá para falar em sazonalidade, ou seja, que essa é uma época de maior incidência da doença.

"A gente ainda não sabe como é a sazonalidade do SARS-CoV-2, mas a gente vem observando, ao longo desses três anos de pandemia, que sempre nesse período do ano a gente tem um aumento de casos de Covid-19. Então, a gente não sabe ainda se nesse período agora é comum esse vírus fazer um aumento de casos e se isso faz parte da sazonalidade dele. A gente precisa estudar isso mais a fundo para concluir isso", disse a imunologista.

Janeusa também lembra que a pandemia não acabou, que o vírus continua circulando e que os cuidados devem seguir.

"A gente tem que fazer um alerta muito especial para aquelas pessoas mais vulneráveis. Às pessoas com algum tipo de comorbidade, os idosos e as crianças menores de 5 anos, que são aquelas pessoas que estão adoecendo mais, [a recomendação é] voltar a fazer o uso de máscara em ambientes fechados nesse momento em que o vírus aparentemente está circulando mais", recomendou.

A infectologista ainda fez um alerta para a importância da vacinação neste momento de aumento de casos de Covid.

"Aquelas pessoas que ainda não estão com sua vacinação em dia, a gente faz um chamado muito importante para que elas busquem fazer a vacinação. Para os maiores de 18 anos e pessoas com algum tipo de imunodeficiência a partir dos 12 anos de idade, é permitido fazer o uso da bivalente. É importante também os pais e mães levarem seus filhos para fazer a vacinação contra a Covid-19. A vacina é segura e vai proteger contra a forma mais grave da doença", reforçou Janeusa Trindade.

G1/RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Oculum