Independência

Independencia banner

 

O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu um Inquérito Civil para investigar alegações de assédio moral, bem como outras possíveis irregularidades, como perseguição e ameaças de demissão no gabinete do vereador mossoroense Pablo Aires (PSB). O procurador vinculado à Procuradoria Regional do Trabalho da 21ª Região, Afonso de Paula Pinheiro Rocha, assinou a portaria referente à investigação, identificada sob o número 208.2023.

Além do vereador Aires, a chefe de gabinete, Virgínia Torres, também está envolvida na investigação, "para a possível adoção de medidas judiciais e extrajudiciais."

O gabinete do parlamentar na Câmara Municipal de Mossoró apresenta alta rotatividade de assessores. Nos últimos meses, cerca de cinco deles acabaram exonerados.

Há aproximadamente um mês, o vereador esteve envolvido em uma polêmica com uma entidade ligada à causa animal, que é uma de suas bandeiras de luta, gerando um significativo desgaste devido a sérias denúncias feitas contra ele.

Mossoró Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Cacim