Governo

640x128

Foto: Cedida

Um projeto de reciclagem desenvolvido por estudantes do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) campus São Paulo do Potengi está concorrendo a um prêmio nacional de sustentabilidade em um concurso realizado pela Samsung. A votação popular acontece de forma online até o dia 26 de novembro - clique AQUI para votar.

Mais de 2,3 mil projetos se inscreveram na 10ª edição do Solve For Tomorrow, da Samsung, que selecionou as 10 melhores iniciativas que visam resolver problemáticas locais por meio de ações desenvolvidas por escolas públicas, entre eles, o “SPP sustentável: reciclando o Potengi”, realizado pela unidade federal no Rio Grande do Norte.

“Recebemos com muita alegria a seleção do nosso projeto entre as 10 melhores equipes do Brasil na competição, principalmente por se tratar de uma iniciativa voltada para resolução de problemáticas locais”, afirmou Neuber Araújo, professor do Campus e coordenador do projeto.

O resultado dos vencedores do prêmio, principal programa da multinacional na América Latina, será divulgado dois dias depois do prazo final para votação, em 28 de novembro. No Brasil, é realizado anualmente desde 2014 e tem abrangência nacional, com coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

A proposta do projeto indica que em alguns municípios do RN ainda não existem tecnologias para o tratamento adequado, exceto Natal e Extremoz, e que estes resíduos são destinados como entulhos ou depositados em pontos clandestinos nas imediações das cidades.

O projeto

“SPP sustentável: reciclando o Potengi” é o único representante do Rio Grande do Norte entre os selecionais na premiação. Ele consiste em criar uma unidade compacta para reciclagem de resíduos da construção civil no instituto, unindo empreendedorismo e inovação, a partir de um modelo de negócio.

A justificativa para elaboração do projeto vem da necessidade de criar soluções técnicas e ambientalmente corretas que proporcionem o correto gerenciamento desses resíduos. A ideia da iniciativa é criar unidades de processamento onde resíduos poderão ser coletados, tratados, transformados em agregados e disponibilizados para a reutilização em outros serviços.

O projeto foi desenvolvido por quatro alunos do Curso Técnico Integrado em Edificações do IFRN, campus São Paulo do Potengi: Sidney Lima; Shirley Williane; Marcos Rafael; e Kayky Leandro, sendo supervisionado pelo professor Neuber Araújo.

“Poder estar entre as 10 equipes semifinalistas da Solve for Tomorrow é uma responsabilidade significativa e honrosa. Para mim e minha equipe, essa oportunidade é um privilégio que exige responsabilidade e dedicação para cumprir as expectativas e o propósito da iniciativa”, disse o estudante Sidney Lima.

G1/RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Cacim