Escrita

Escrita banner

 


Os brasileiros que estão na Faixa de Gaza têm estoque de comida para os próximos cinco dias.

Eles reforçaram o armazenamento já prevendo que os bombardeios de Israel sobre o território iriam se intensificar, e prevendo também uma invasão por terra, que deve agravar a crise humanitária que atravessam. Na sexta (27), as comunicações de Gaza com o resto do mundo foram interrompidas.

Os brasileiros conseguiram abastecer suas cozinhas fazendo compras em mercados das cidades de Rafah e Khan Yunes, no sul de Gaza, onde estão abrigados.

Até meados da semana, os estabelecimentos comerciais em que compram mantimentos não tinham sido atingidos por bombas.

A maior preocupação, agora, é a água —a salgada é usada para higiene, e há pouca água doce mineral disponível para consumo.

Mônica Bergamo – Folha de S. Paulo


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA