O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Estado do Rio Grande do Norte (Sinsp/RN) informou na manhã desta sexta-feira (15) que os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) foram surpreendidos com pontos cortados nos dias de greve e consequentemente não têm previsão de receberem o salário no fim do mês.

Os trabalhadores do órgão recebem os salários no fim de cada mês, mas os contracheques são gerados no 15 e no documento gerado nesta sexta-feira (15), os valores aparecem descontados.  

“Recebemos no fim do mês, por que somos órgão de arrecadação, mas o contra cheque já é gerado dia 15”, disse Ítalo Falcão, servidor do Detran.

Os trabalhadores do Detran deflagraram greve no início deste mês, 1° de junho, por tempo indeterminado. Os servidores cobram a realização do concurso público na autarquia e pendem que seja cumprido um acordo para estabelecimento do cronograma do certame.

“As trabalhadoras e trabalhadores do Detran que lutam a mais de um mês por concurso público e estão em estado de greve amanheceram surpreendidos por uma atitude arbitrária e truculenta do governo do RN: seus pontos foram cortados durante a greve, mesmo sem existir decisão judicial nesse sentido”, diz a publicação no site oficial do Sindicato.

O Sinsp/RN compartilhou ainda um vídeo no qual a Presidente Janeayre Souto fala sobre a situação. Assista.

O Governo do Estado depositou a primeira parcela do pagamento salarial do mês de julho dos servidores do Estado nesta sexta-feira (15). O anúncio do Executivo Estadual era de que receberiam o salário integral mais da metade dos 117 mil servidores estaduais, entre ativos, inativos e pensionistas da categoria da Segurança Pública e para quem recebe até R$ 4 mil (valor bruto), além do adiantamento de 30% para quem recebe acima desse valor.

A nossa reportagem tenta contato com o Governo, até a última atualização desta matéria ainda não tinha resposta.

TCM Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem