Pesquisadores do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN) estarão em Mossoró/RN, nos dias 9 e 10, para capacitar profissionais da saúde do município que lidam com o enfrentamento à sífilis. Na ocasião, as equipes serão capacitadas para manusear ferramenta tecnológica de rastreio de casos da doença.

O Salus é uma plataforma responsável pelo monitoramento inteligente de agravos na Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica, com um enfoque especial para os casos de sífilis. De acordo com o pesquisador do LAIS/UFRN, Fernando Lucas, esse trabalho já está em fase de implementação nos municípios de Natal, Parnamirim e São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, e em cidades de Pernambuco, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul.

Ainda segundo pesquisador, com o treinamento, os participantes poderão esclarecer todas as dúvidas sobre o funcionamento da ferramenta que fortalece a identificação precisa dos casos de sífilis, diminuindo a incidência de subnotificação e supernotificação, dando melhores condições para os gestores e profissionais de saúde investirem tempo e recursos no tratamento e cura da enfermidade, principalmente, nos registros de sífilis congênita, que é quando a mãe transmite a doença para o bebê.

Serão capacitados os profissionais que atuam na Coordenação da Atenção Básica, na Vigilância Epidemiológica e no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), os colaboradores da UBS Laíre Rosado (Alto Sumaré), UBS Sinharinha Broges (Barrocas) e UBS Cid Salém (Abolição IV).

As sessões de treinamento ocorrerão no Campus da Universidade Potiguar em Mossoró.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem