A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou um aumento de 13,8% nas tarifas cobradas a passageiros e empresas pelos pousos e decolagens no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal.

A portaria foi publicada na segunda-feira (30) no Diário Oficial da União e os novos valores passam a valer em 30 dias.

O reajuste anunciado é de 13,8414%. Com isso, a tarifa de embarque, que é a única paga diretamente pelo passageiro, terá o teto reajustado de R$ 37,20 para R$ 42,35, no caso de voos domésticos; e de R$ 65,86 para R$ 74,97 nos voos internacionais.

As tarifas aeroportuárias são valores pagos à concessionária pelas companhias aéreas, pelo operador da aeronave ou pelo passageiro pelos serviços prestados pelo aeroporto.

As portaria foi assinada pela superintendente de Regulação Econômica e de Aeroportos substituta, Jacqueline de Azevedo Silva. 

Em 2020, a Inframérica - concessionária administradora do Aeroporto de Natal - anunciou a desistência do contrato de 20 anos que tinha com o governo federal.

Desde então, foi deflagrado um processo para relicitação do terminal, que ainda está sob administração da empresa.

Em março, a torre de controle do aeroporto passou a ser comandada pelo Aeronáutica. Desde a abertura do aeroporto - o primeiro privatizado do país - o controle do tráfego aéreo era feito por empresa privada no terminal.

G1/RN



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem