Mais uma pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral. A segunda esta semana. Elaborada pela Brâmane Serviços de Comunicação, é possível observar em seu questionário a não inclusão de Rafael Motta (PSB) no levantamento estimulado ao Senado Federal.

O partido do Deputado Federal oficiou alguns institutos solicitando a inclusão do parlamentar na disputa majoritária, veja AQUI. Ao que parece a Brâmane não foi avisada.

Veja trecho do questionário:

Os nomes que aparecem na estimulada são: Carlos Eduardo (PDT); Rogério Marinho (PL); Ney Lopes (PMB) e Robério Paulino (PSOL). Rafael Motta poderá aparecer na espontânea, quando os nomes são citados pelos entrevistados.

Serão 1.500 entrevistas realizadas entre 2 e 5 de maio em várias cidades do RN. A divulgação está marcada para 10/05. O custo do levantamento é de R$12.000,00 pagos pela própria Brâmane. A margem de erro é de 2,58 pontos percentuais para mais ou para menos com nível de confiança de 95%.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem