O município de Mossoró passou por forte chuva na tarde e noite de terça-feira (24). A região leste da cidade de Mossoró foi atingida pela chuva por volta das 18h e até o fechamento desta edição (22h25) continuava chovendo. Já havia sido registrados mais de 100mm.

A tempestade foi provocada por um ciclone tropical que subiu da região Sul para o litoral do Rio Grande do Norte. As informações são do professor Alciomar Lopes, do Departamento de Meteorologia da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SEADRU).

De acordo com Lopes, a situação climática poderá provocar tempestades até o início da próxima semana, com fortes possibilidades transbordamento de canais e rios nas áreas urbanas, o que requer atenção dobrada dos moradores ribeirinhos.

“Um ciclone tropical que se deslocou no sentido anti-horário da região Sul e se instalou no Litoral do RN está jogando muita umidade no continente se convergendo com a alta temperatura e provocando a tempestade que poderá ser estender até o início da próxima semana”, afirmou Alciomar Lopes.

Os agentes de trânsito fecharam algumas vias inundadas, para evitar tráfego de carros e motos. A Defesa Civil do Município está atenta as situações de acúmulo de água nos pontos considerados de risco.

O coordenador da Defesa Civil Alcivan Gama recomenda ao cidadão que esteja dirigindo para que não enfrente pontos de alagamento caso ocorram chuvas fortes. “Hoje, presenciamos vários motoristas atravessando pontos de alagamento. Registramos alguns veículos que deram pane”, afirmou ele.

A Avenida Presidente Dutra, na região do Entroncamento, no Grande Alto São Manoel, registrou uma verdadeira enxurrada, com água e tralhas descendo na direção do Rio Mossoró. O Centro da cidade, logo nos primeiros 20 minutos de chuvas, já registrava alagamentos.

As ruas de Lagoa do Mato, Aeroporto I e II, assim como nos Abolições, Alto da Conceição, Paredões, entre outros bairros, registraram alagamentos nas ruas. O sistema de drenagem em alguns destes locais praticamente não existe e nos locais que haviam, apesar dos esforços do Poder Público Municipal para desobstruí-los, mesmo assim não deu conta.

A Lagoa do Bispo, que foi ampliada em quase 4 vezes para receber a água do bairro Nova Betânia, também não suportou a quantidade de água. O estacionamento do Diocesano inundou, assim como as Avenidas Diocesana e João da Escóssia. A região da Cobal, que recebe a água da Nova Betânia, também registrou alagamentos.

Nos bairros Santo Antônio e Barrocas, o canal do Thermas transbordou em vários trechos, tendo a água entrado nas casas. Informações sobre problemas causadas pelos volume elevado de água na região do Sumaré, que tem ótimo sistema de drenagem, e também do Redenção.

Para acionar a Defesa Civil, a população pode entrar em contato através do telefone 199. As equipes da Defesa Civil, Trânsito, Segurança e Infraestrutura seguem monitorando pontos de risco da cidade.

Mossoró Hoje



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem