A Secretaria de Estado da Administração (Sead) anunciou na noite de sexta-feira (1) que o pagamento da primeira parcela do reajuste do piso salarial da educação para os professores temporários da rede estadual do Rio Grande do Norte será realizado até o dia 15 de abril. O motivo, de acordo com o órgão, foi o curto tempo para implantação da folha suplementar.

Em nota, o governo confirmou que neste sábado (2) recebem os servidores da ativa, e na segunda-feira (4), ao longo do dia, aposentados e pensionistas.

A lei estadual que reajusta os salários dos professores e especialistas em educação da rede estadual - igualando o piso nacional do magistério - foi sancionada na última quarta-feira (30) pela governadora Fátima Bezerra.

O reajuste de 33,24%, tem efeito retroativo ao dia 1º de janeiro de 2022, em cumprimento à Portaria nº 67, de 4 de fevereiro de 2022, do Ministério da Educação.

O governo divulgou que o pagamento será feito de forma escalonada: a partir de março, 33,24% de reajuste (integral) para quem recebe o piso e 15,03% para quem recebe acima do piso; em novembro, mais 7,64% para quem recebe acima do piso; e, em dezembro, mais 7,64% para aqueles que recebem acima do piso.

Confira a nota divulgada pela Sead:

A Secretaria de Estado da Administração (Sead) informa que, devido ao curto tempo para implantação da folha suplementar, o pagamento da primeira parcela do reajuste do piso salarial da educação para os professores temporários será realizado até o dia 15 de abril.

A Sead ratifica que neste sábado, 02, recebem os servidores da ativa e na segunda-feira, 04, ao longo do dia, aposentados e pensionistas.

Natal, 01 de abril de 20228.

Secretaria de Estado da Administração

Com infomações do G1/RN



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem