A gasolina comum vendida no Rio Grande do Norte foi a segunda mais cara do país, ao longo da semana passada, entre os dias 13 e 19 de março, de acordo com a pesquisa de preços realizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Após o último reajuste de preço anunciado pela Petrobras, o combustível passou a ser comercializado, em média, a R$ 7,921 no estado. Em todo o país, a média do preço do combustível nas bombas dos postos potiguares só é mais baixa que a do Piauí, onde a gasolina chegou a R$ 7,992.

A gasolina mais barata encontrada no RN custou R$ 6,840 e a mais cara, R$ 7,990. Já no Piauí, a mais barata custava R$ 6,999 e a mais cara R$ 8,297.

O litro mais caro encontrado pela ANP foi no Rio de Janeiro (R$ 8,399). Ainda assim, na média, o estado ficou na terceira colocação na lista dos estados com o combustíveis mais caro, com R$ 7,731.

Amapá (R$ 6,279), São Paulo (R$ 6,867) e Rio Grande do Sul (R$ 6,975) são os únicos estados do país com média de preço abaixo dos R$ 7.

Parnamirim é cidade com maior média

A pesquisa de preço da ANP envolveu 58 postos espalhados em quatro cidades do Rio Grande do Norte. Entre elas, Parnamirim, na região metropolitana de Natal, foi a que teve a maior média de preço, menos de um centavo mais cara que a da capital.

Já Caicó, no Seridó potiguar, foi a que teve o menor valor médio registrado.

  • Parnamirim - R$ 7,975
  • Natal - R$ 7,972
  • Mossoró - R$ 7,824
  • Caicó - R$ 7,564

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem