Uma psicóloga de 43 anos foi presa na tarde de quarta-feira (23) por maus tratos contra animais, após 23 cachorros serem encontrados na residência dela, em meio a muito lixo e fezes, além de estarem sujos e desnutridos.

O local foi descoberto após o Pelotão Ambiental da Guarda Civil Municipal receber uma denúncia sobre a situação dos animais e sobre o mau odor que estava exalando da residência.

A locatária do imóvel foi localizada e conduzida até a delegacia. Ela foi ouvida pelo delegado José Vieira e autuada pelo crime de maus tratos contra animais, crime inafiançável.

A psicóloga passou por exames de corpo de delito na sede do Itep e foi encaminhada para a cadeia pública, onde ficará à disposição da justiça.

De acordo com o delegado, a mulher foi orientada pelo advogado a falar sobre o caso apenas ao juiz, durante a audiência de custódia.

No entanto, ela confirmou que criava os animais na casa, que havia sido alugada há 1 ano. Disse que viaja muito e pagava uma pessoa para dar comida e água a eles, além de fazer a limpeza da casa. Desta última vez, fazia 15 dias que ela não ia ao local.

Ela também confirmou que havia um adolescente na casa, mas também usou o direito de ficar calada sobre isso.

O menor foi levado pelo Conselho Tutelar e entregue a um tio. Segundo o delegado José Vieira, o CT não procurou a delegacia para prestar queixa sobre a situação dele.

Após os trâmites burocráticos, por volta das 16h, os animais foram resgatados e levados para duas ONGs da cidade, onde receberão comida, água e tratamento veterinário e permanecerão até que sejam encontrados lares para eles.

O delegado ainda deixou claro que eles não serão devolvidos à psicóloga, visto que uma das penas por maus tratos é a perda da tutela dos animais.

Mossoró Hoje



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem