Policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte chegaram a um acordo com o governo do estado para reajuste salarial da categoria e encerraram uma série de protestos que vinham fazendo em frente à governadoria, em Natal.

A proposta foi aceita em assembleia realizada na noite de quarta-feira (23), após mais uma rodada de negociações. O acordo prevê o adiantamento de 4,58% de reajuste salarial no mês de abril - o percentual faz parte de um acordo firmado ainda em 2019 e que era previsto para novembro deste ano.

Além da antecipação de 4,58%, o governo propôs um reajuste de 10,06% a partir de dezembro.

Pelo acordo , um soldado da PM ou bombeiro de nível 1 deixa de receber os atuais R$ 3.415,40 para receber R$ 3.571 em abril. Em dezembro, com o novo reajuste, o valor deverá chegar a R$ 3.998.

A medida vale até as mais altas patentes. Um coronel militar terá o salário atual de R$ 22.281,60 aumentado para cerca de R$ 25 mil.

Depois que os policiais militares e bombeiros militares aceitaram a proposta, o governo do estado confirmou por meio de nota que se compromete a enviar o projeto de lei já nesta quinta-feira (24) para a Assembleia Legislativa.

O governo e as associações tinham pouco tempo para negociar. O prazo era até 2 de abril, por causa da janela que impede reajustes salariais durante o período eleitoral.

G1/RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem