Por determinação da governadora Fátima Bezerra os atos de velório e sepultamento do ex-govenador e ex-senador Geraldo Melo, ocorrido no (06), contou com as honrarias legais previstas a personalidades que exerceram o cargo de chefe do Executivo estadual.

"O Rio Grande do Norte perde um grande homem público. Seja conduzido com muita luz, Geraldo Melo. Nossa solidariedade à esposa Ednólia e família", afirmou a governadora no velório realizado no cemitério Morada da Paz, onde esteve acompanhada do vice-governador Antenor Roberto e do secretário de Comunicação, Daniel Cabral.

As honras militares incluíram guarda de honra, salva de tiros e banda de música, atividades executadas pela Polícia Militar. O luto oficial por três dias foi instituído pelo Decreto Estadual Nº 31.301, de 06 de março de 2022.

Geraldo José da Câmara Melo governou o Rio Grande do Norte no período de 1987 e 1991. Foi senador 1995 a 2003 e vice-presidente do Senado de 1995 a 1997. Nasceu no município de Campo Grande, em 12 de julho de 1935.

Faleceu no domingo, aos 86 anos, e deixou a esposa Ednólia Melo e cinco filhos. Ele enfrentava um câncer no pulmão diagnosticado em 2020. Recuperou-se, mas no ano seguinte teve diagnosticado ocorrência de tumores no cérebro. Em 23 de dezembro passado foi internado na Casa de Saúde São Lucas, em Natal. Com o estado irreversível, foi para o apartamento da filha, onde permaneceu ao lado da família até a madrugada de domingo (6), quando faleceu.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem