Parceria da SETHAS com a SESAP pretende intensificar imunização desse público nos municípios 

A SETHAS, responsável pelo Censo da População em Situação de Rua no Rio Grande do Norte, e a Unidade de Políticas Transversais e Promoção à Saúde (UPTPS) da Secretaria de Estado da Saúde Pública fizeram parceria para viabilizar a imunização de pessoas em situação de rua que não foram vacinadas ou não tiveram o ciclo de imunização completado.

 O Projeto de Pesquisa e Inovação “Promoção dos direitos da população em situação de rua no Rio Grande do Norte: diagnóstico e intervenção nos caminhos de inovação no Sistema Único de Assistência Social”, mais conhecido como Censo da Pop Rua do RN, é uma parceria da SETHAS com a Fapern e o Instituto Kennedy.

 A etapa de aplicação dos questionários pela SETHAS junto à população em situação de rua no Estado tem previsão de conclusão até abril de 2022. Os dados quantitativos deverão ser divulgados após a elaboração do relatório e diagnóstico. 

 Os questionários são aplicados em parceria com as secretarias municipais de assistência social. Em Natal, além das secretarias, a SETHAS conta com a participação de voluntários(as), Serviço de Assistência Rural e Urbano (SAR) e o Movimento da População em Situação de Rua no RN.

 De acordo com a coordenadora de Estudos e Projetos (COEP) da SETHAS, Edvânia Lima, a parceria com a SESAP surgiu de uma proposta da UPTPS para vacinar a população em situação de rua nos municípios.

 Em reunião com a Coordenadora da Gestão Estadual do SUAS, Murielle Medeiros, Edvânia Lima e bolsistas-pesquisadores do Censo com a técnica da UPTPS, Shimene Dias, ficou definido que a SETHAS vai disponibilizar à SESAP, a relação de municípios onde há pessoas em situação de rua que não foram vacinadas. Um dos itens do questionário aplicado no Censo é sobre a vacinação conta a Covid-19.

MUNICÍPIOS 

Com os dados do Censo da POP Rua, a SESAP vai enviar notificação aos municípios para que estes, por meio de busca ativa, disponibilizem a imunização desse segmento populacional que ainda não recebeu nenhuma dose ou não completou o ciclo vacinal contra a Covid-19.

 “A gente tem acompanhado muito de perto a imunização da população em situação de rua no RN”, explicou Shimena Dias. Segundo ela, no início da imunização a SESAP solicitou que os municípios sinalizassem a presença em seus territórios de pessoas em situação de ruas mas apenas 13 reconheceram ter pessoas nessa categoria.

De acordo com a técnica da SESAP, a parceira com os bolsistas-pesquisadores do Censo da População em Situação Rua é para obter informações a partir da Pesquisa e, dessa forma, mapear os locais de concentração das pessoas em situação de rua. Assim, a SESAP garante com os municípios, a imunização desse público em todo o RN.

Neste momento a SETHAS já tem informações da situação da Pop Rua em 50 municípios que serão repassadas à SESAP que, por sua vez, vai notificar as gestões municipais para que seja feito o procedimento de vacinação.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem