Banner

OCULUM 600 120

 

A Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seadru) divulgou relatório sobre o período chuvoso em Mossoró no primeiro semestre de 2024. O levantamento apontou que o acumulado de chuvas no período ficou 53% acima da média histórica dos últimos 30 anos, favorecendo todas as regiões da cidade. O responsável pela pesquisa é o professor Alciomar Lopes.

De 1º de janeiro a 30 de junho o acumulado em Mossoró ficou em 1.008 milímetros, sendo que o esperado para o período era de 656,1 mm. O percentual ficou 53,6% acima do esperado. O relatório mostrou que o município registrou 102 dias de chuvas nos primeiros seis meses do ano.

O mês com o maior número de dias chuvosos foi março. O terceiro mês do ano registrou 23 dias com chuvas. Abril vem logo em seguida com 22 dias com registro de precipitações pluviométricas. Fevereiro teve 18 dias chuvosos. Em junho foram 17 dias chuvosos. O mês de maio registrou 12 dias e janeiro foi o mês com o menor número de dias chuvosos (10).

O maior acumulado no ano foi registrado em fevereiro. O segundo mês de 2024 teve 307 milímetros de chuvas. O acumulado ficou 227% acima do esperado para o mês, que era de 93,8 mm. Março também registrou grande acumulado de chuva para o período. Foram 299,6 mm. Para este mês eram esperados 177,3 mm, no que resultou no desvio positivo de 68% acima do esperado.

Outros dois meses do ano tiveram acumulado acima do esperado. Em abril, o esperado pela média histórica era de 174,8 mm, mas o acumulado foi de 219,9 mm. A variação positiva ficou em 25,5%. Junho também choveu mais que o esperado para o mês. O acumulado ficou em 83,8 mm. O esperado era de 43,3 mm, desvio de 93,5%.

Janeiro e maio registraram acumulado de chuvas menor do que o esperado pela média histórica dos últimos 30 anos. O quinto mês do ano teve variação negativa de 43,1%, enquanto que o primeiro registrou desvio negativo de 37,9%. 

EXCESSO DE CHUVAS

Recentemente, a Prefeitura de Mossoró concluiu o trabalho de vistoria de plantio e colheita do Programa Garantia Safra 2023/2024. A equipe da Seadru visitou 32 famílias de 21 comunidades rurais no município. A atividade foi realizada no mês passado.

O relatório enviado ao Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) destaca que, no geral, as famílias plantaram milho e feijão, que são as principais culturas de sequeiro plantadas no município de Mossoró, além de plantio de algodão agroecológico. As perdas foram acima de 50% das culturas, principalmente por excesso de chuvas. Houve casos também de falta de chuva porque tivemos no mês de maio poucas chuvas. As chuvas se concentraram no município em março e abril.

ACUMULADO DE CHUVAS EM MOSSORÓ NO 1º SEMESTRE DE 2024

TOTAL

Volume esperado: 656,1 mm

Volume acumulado: 1.008,3 mm

Desvio: +53,6%

Veranicos: 6

Dias/chuvas: 102

JANEIRO

Volume esperado: 67,2 mm

Volume acumulado: 41,7 mm

Desvio: -37,9%

Veranicos: 3

Dias/chuvas: 10

FEVEREIRO

Volume esperado: 93,8 mm

Volume acumulado: 307,0 mm

Desvio: +227,2%

Veranicos: 00

Dias/chuvas: 18

MARÇO

Volume esperado: 177,3 mm

Volume acumulado: 299,6 mm

Desvio: +68,9%

Veranicos: 00

Dias/chuvas: 23

ABRIL

Volume esperado: 174,8 mm

Volume acumulado: 219,5 mm

Desvio: +25,5%

Veranicos: 00

Dias/chuvas: 22

MAIO

Volume esperado: 99,7 mm

Volume acumulado: 56,7 mm

Desvio: -43,1%

Veranicos: 2

Dias/chuvas: 12

JUNHO

Volume esperado: 43,3 mm

Volume acumulado: 83,8 mm

Desvio: +93,5%

Veranicos: 1

Dias/chuvas: 17

Fonte: Seadru


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA