Banner

OCULUM 600 120

 

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o prefeito de Francisco Dantas, cidade do Alto Oeste potiguar, trocando socos e chutes com outras pessoas, em uma briga no meio da rua.

O caso aconteceu na noite do sábado (15) no pequeno município, de cerca de 2,7 mil habitantes, segundo o IBGE. O prefeito José Adolfo (Podemos) aparece vestindo apenas uma bermuda. Durante a briga, ele chega a ficar caído no chão, cercado por outros envolvidos na confusão.

Segundo o próprio prefeito, a briga aconteceu depois que um grupo que participava de uma festa de um pré-candidato de oposição bloqueou a rua com veículos, impedindo a passagem do carro do pai dele, que tentava acessar a via. Segundo ele, a família mora no local há 30 anos.

"Ao saber da situação corri para ajudar o meu pai, onde infelizmente, as ameaças dessas pessoas se transformaram em agressões. Eu sei que retribuir a violência não é a melhor opção, mas esse foi o impulso de filho em socorro ao seu pai, junto ao sentimento de proteção aos mais fracos e injustiçados", afirmou o prefeito por meio de nota.

O prefeito ainda alegou que o grupo de oposição teria premeditado a ação, para iniciar a briga. "Tomaremos todas as medidas legais para que as pessoas que iniciaram e promoveram essas agressões sejam responsabilizados, pois acreditamos na lei e na ordem", disse

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o organizador da festa e pré-candidato da oposição à prefeitura, Jairo Campos (PT), deu outra versão sobre o início da briga e disse que a confusão foi iniciada pelo pai do prefeito.

Segundo Jairo, o grupo de amigos dele estava se despedindo e foi realizar um recuo nos veículos para garantir a passagem do pai do prefeito. Ainda de acordo com ele, um dos seus amigos pediu para que o homem não atropelasse as pessoas.

"Esse homem sai de forma descontrolada de dentro do seu carro e agride com murros de pontapés meu amigo", disse.

Ainda de acordo com o pré-candidato, ele e seu amigo se dirigiram à Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência e ao Itep para fazer exame de corpo de delito e viram quando outras duas pessoas teriam chegado também vítimas de violência, segundo ele, praticada pelo prefeito e seu pai.

G1/RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA