Escrita

Escrita banner

 

Após dez dias desde que a equipe de fiscalização do Procon/RN esteve em Mossoró para inspecionar postos de combustíveis devido a inúmeras reclamações de aumento abusivo no preço da gasolina, o prazo para defesa dos proprietários dos postos autuados chegou ao fim.

De acordo com Obede Jácome, coordenador estadual do órgão, quem apresentou defesa terá a documentação analisada. Aqueles que perderam o prazo terão multas processadas e executadas. O Ministério Público também deverá ser acionado.

Sobre o caso – no dia 21 de maio, os moradores de Mossoró foram surpreendidos com um reajuste no preço da gasolina. O novo valor, que passou a vigorar na maioria dos postos de combustíveis da cidade, chegou a R$ 6,29 por litro, representando um aumento de R$ 0,90.

TCM Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA