Banner

OCULUM 600 120

 

A obra de construção do Anel Viário de Mossoró, com a passagem das máquinas, acabou alagando um trecho nas margens da BR-110, afetando a propriedade do produtor rural Carlos Xaxá. Este trecho, anteriormente uma área de lagoas que permitia a passagem livre da água, foi bloqueado pela construção, resultando em inundações que estão prejudicando a criação de animais na fazenda de Carlos.

Carlos Xaxá agora enfrenta sérios problemas devido ao alagamento. Segundo ele, o bloqueio da passagem natural da água pelas lagoas com a construção da estrada transformou a área em um “açude”, inundando o chiqueiro de porcos e matando galinhas.

“Estamos precisando que eles façam um ou dois bueiros, porque aqui é lagoa, e eles fecharam tudo com essa estrada. Está prejudicando a gente, inundando tudo. Não tem como trabalhar desse jeito. Antes, a água passava direto pelas lagoas, mas agora está tudo bloqueado. Cada dia tem mais água acumulada aqui, transformando a área em um grande açude. A única solução é construir bueiros para escoar a água”, explicou.

Além do alagamento, há também a preocupação com um cano estourado no Parque Universitário, que contribui para o aumento da água na região. Carlos relatou que já ligaram para a CAERN (Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte), mas ainda não conseguiram uma solução.

Em nota, a Prefeitura de Mossoró se posicionou sobre o caso.  “Uma equipe da Secretaria de Infraestrutura esteve no local e avaliou a situação. Será construído um bueiro no local que resolverá a situação apontada pelos moradores.”

TCM Notícia



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA