Banner

OCULUM 600 120

 

Um exame de DNA confirmou que o sangue encontrado na sola do sapato de João Batista de Carvalho Neto, de 41 anos, é da psicóloga Fabiana Maia Veras, de 42 anos, assassinada em abril em Assú, no Oeste Potiguar. O resultado foi divulgado na quinta-feira 20.

Relembre o caso: Psicóloga é encontrada morta com sinais de violência em Assú

O laudo revela que o DNA encontrado é 100% compatível com o sangue da psicóloga. “O perfil genético unitário encontrado nas amostras questionadas é oriundo de um indivíduo do sexo feminino”, conclui o documento.

João Batista foi preso em flagrante no dia 24 de abril, em Natal. Ele era servidor público do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) e permanece detido na Cadeia Pública de Caraúbas.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA