GOVERNO

640x128

 

O turismo no Rio Grande do Norte atingiu excelentes patamares nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro na economia do estado. Na alta estação, o estado registrou uma injeção na economia de R$ 1,7 bilhão, conforme dados do Sistema de Inteligência Turística do Rio Grande do Norte (Sírio) e da Agência de Aviação Civil (Anac). O resultado é referente ao gasto médio não só dos visitantes que chegam pelo aeroporto, mas também por outros modais.

Segundo Raoni Fernandes, diretor-presidente da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), o desempenho é um reflexo da crescente popularidade do Rio Grande do Norte como destino turístico preferido, tanto para viajantes nacionais quanto internacionais.

“Com nossas praias deslumbrantes, clima tropical e uma variedade de opções de lazer e entretenimento, o estado continua a atrair um número cada vez maior de visitantes em busca de experiências diferentes”, explica o gestor.

Além disso, ele atribuiu tal desempenho ao trabalho do Governo do Estado e dos parceiros do trade turístico e aos esforços de marketing eficazes que promovem o Rio Grande do Norte como um destino turístico de reconhecimento internacional.

“Esses dados econômicos comprovam o quanto o turismo é uma atividade de relevância para o Rio Grande do Norte, que incrementa a atividade, movimentando vários setores e diversos destinos. Trabalhar com os dados do Sistema de Inteligência Turística do RN nos possibilita ter uma maior estratégia na criação do planejamento de ações para o fortalecimento da interiorização do turismo, como também, para uma divulgação mais assertiva nas atividades promocionais”, ressaltou a Secretaria de Estado do Turismo, Solange Portela.

Recentemente, a Emprotur-RN divulgou resultado do desempenho de fevereiro, em fluxo de passageiros no aeroporto, como o melhor dos últimos sete anos. Os dados fazem parte do levantamento do Setor de Inteligência da Emprotur-RN que utiliza ferramentas internacionais que somam aos dados do Sirío.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA

GOVERNO