Banner

Print
Foto: Cícero Oliveira

Os docentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aprovaram, em assembleia realizada na terça-feira (19), um indicativo de greve para abril. A sessão foi realizada de forma híbrida, sendo presencialmente no auditório da Biblioteca Central Zila Mamede, campus central, e remotamente, através de uma plataforma de reuniões.

De acordo com o Sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ADURN), a reivindicação é pelo reajuste salarial dos servidores públicos federais, pela reestruturação da carreira da categoria e pela recomposição do orçamento das instituições federais de ensino. Desde o dia 14 de março, a categoria dos técnicos-administrativos estão com as atividades paralisadas também por reinvindicação de ajuste salarial.

Os professores e professoras presentes à plenária decidiram ainda pela realização de uma nova assembleia no dia 8 de abril, com a pauta do indicativo de greve. Após essa data, será feita uma consulta à categoria para definir sobre a deflagração da greve. Pelo Estatuto da entidade, a ADURN informa que a decisão só pode ser tomada por meio de plebiscito.

Outra deliberação dos docentes foi a aprovação das contas da entidade do ano de 2022. A assembleia também aprovou uma nota em apoio à greve dos técnicos administrativos em Educação da UFRN, que deflagraram greve em 14 de março.

Tribuna do Norte


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA