Banner

Print

 

O ex-namorado da mulher encontrada morta e enterrada no quintal da própria casa na Zona Norte de Natal na noite de quarta-feira (20) confessou ser o autor do crime e da ocultação do corpo.

A informação foi confirmada pelo delegado da Divisão de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP), Cláudio Henrique, que investiga o caso.

O suspeito, de 31 anos, se apresentou à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher na quinta-feira (21), mas foi liberado por não haver mandado de prisão expedido pela Justiça contra ele.

Maiara Coelho Braga de Assis, 34 anos, foi encontrada morta em uma casa no no conjunto Jardim Progresso, bairro Nossa Senhora da Apresentação. Ela estava desaparecida desde terça-feira (19). (Veja detalhes mais abaixo).

De acordo com o delegado Cláudio Henrique, da DHPP, os dois estavam separados, mas ele realizava uma obra na casa dela com a perspectiva de reatarem.

O suspeito disse em depoimento que cometeu o crime após saber que a mulher não queria mais voltar e que estava em uma outra relação.

"Ele afirmou que a vítima teria pedido a ele pra construir a casa. E que, ao fim da construção, eles poderiam retornar o relacionamento", disse o delegado.

"No dia do crime, ela teria se encontrado com ele para conversar e teria dito que o relacionamento iria acabar, que ela não ia mais voltar com ele, que ela estava com outra pessoa".

No depoimento, o suspeito disse que empurrou a ex-mulher e que ela teria morrido após bater a cabeça em tijolos.

"Ele terminou discutindo com ela, a empurrou e ela caiu com a cabeça em alguns tijolos da construção. Ele percebeu que ela veio a óbito, se desesperou e ocultou o cadáver. Cavou um buraco e enterrou ela", disse o delegado.

O delegado informou que aguarda o laudo do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) para confirmar como a morte ocorreu e poder prosseguir com a investigação. Segundo o delegado, o suspeito deverá ser indiciado pelo crime de feminicídio.

Encontro do cadáver

O corpo foi encontrado após o namorado da mulher procurá-la no local na quarta (20) e ser informado pelos vizinhos que ela havia sido vista entrando no imóvel, no dia anterior, com um homem.

Segundo os moradores da rua, a casa que estava sendo reformada tinha sido comprada pela vítima há cerca de dois meses. A mulher, no entanto, não era muito vista na região.

O atual namorado dela foi ao endereço por volta do meio-dia da quarta-feira (20), à procura do paradeiro dela, que estava desaparecida.

Testemunhas disseram ao homem que viram a mulher em um mercado do bairro, na terça-feira (19), e que depois ela foi vista entrando na casa, junto com uma das pessoas que trabalhavam na obra.

O namorado deixou o local, voltou depois com a polícia, acessou o imóvel e encontrou o corpo da vítima enterrado.

G1/RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA