Independência

Independencia banner
(Foto: Alberto Estevez/Pool via Reuters)

O ex-jogador da seleção brasileira, Daniel Alves, foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão pelo tribunal de Barcelona nesta quinta-feira (22), de acordo com portal G1. Ele é acusado de uma agressão sexual no banheiro de uma boate de Barcelona no dia 30 de dezembro de 2022 e foi detido no dia 20 de janeiro de 2023, quando compareceu para um depoimento.

A condenação de Daniel Alves chega apenas duas semanas após o término do julgamento. A defesa do ex-jogador ainda pode recorrer da decisão no Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC) e no Supremo Tribunal da Espanha. Enquanto recorrer, Daniel segue preso, segundo o tribunal.

Desdobramentos

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) rejeitou um pedido feito pelo ex-jogador Daniel Alves de adiar os pagamentos das custas processuais, uma taxa cobrada pela Justiça para a prestação do serviço público. O atleta disse passar por "dificuldades financeiras". "Beira a litigância de má-fé o pedido de gratuidade formulado", afirmou o desembargador Marcondes D'Angelo.

O ex-lateral pretendia pagar as custas apenas ao final do processo.

Brasil 247


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Governo