Independência

BANNER BLOG 2024 0001

Como presidenta do Fórum de Governadores do Nordeste e interina do Fórum Nacional de Governadores, Fátima Bezerra foi a única chefe de executivo estadual a falar na cerimônia intitulada "Democracia Inabalada", nesta segunda-feira (8), em Brasília

A governadora Fátima Bezerra ressaltou na segunda-feira (8), em Brasília, no ato “Democracia Inabalada", o fortalecimento da harmonia entre os Poderes na defesa do Estado Democrático de Direito. O discurso da governadora, no dia em que marcou 1 ano dos ataques golpistas, focou na importância da união e cooperação para se construir um país “mais próspero e inclusivo”.

Presidenta do Fórum de Governadores do Nordeste e interina do Fórum Nacional de Governadores, Fátima Bezerra foi a única chefe de executivo estadual a discursar no evento proposto pela Presidência da República. A solenidade, que ocorreu no salão nobre do Congresso, celebrou a Democracia e também lembrou como as instituições da República reagiram às invasões.

No discurso, a governadora destacou a importância da união e da cooperação federativa na proteção do Estado Democrático de Direito. “A independência entre os poderes é um princípio constitucional que consagra a harmonia”, pontuou.

Após um ano do episódio de vandalismo que depredou as sedes do Planalto, do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF), o momento atual, segundo Fátima Bezerra, exige o fortalecimento da união federativa. “Para além das diferenças políticas ou ideológicas, o que os une é o amor ao país, o respeito à constituição e o compromisso inarredável com a defesa da democracia”, reiterou.

Ainda em sua fala, Fátima Bezerra ressaltou a resistência da Democracia frente aos desafios enfrentados, sem deixar de mencionar os prejuízos financeiros e a perda irreparável de itens históricos. “Nossa Democracia, em constante processo de construção, saiu inabalada, fortalecida e vitoriosa, mas precisamos estar atentos e vigilantes”, complementou.

A governadora enfatizou, também, a necessidade de responsabilização e a punição dos envolvidos. Para ela, este é um ato pedagógico que preserva a memória e a justiça, evitando que eventos semelhantes ocorram no futuro.

“E é necessário, sim, a responsabilização e a devida punição aos que ousaram tentar destruir a Democracia. Não apenas os que invadiram e vandalizaram as sedes dos Três Poderes, mas os que financiaram, organizaram e incitaram a tentativa de golpe. Por isso que, com coragem e lucidez, é necessário afirmar: sem anistia”, justificou.

Ato teve a presença de representantes dos três Poderes

A solenidade de segunda-feira (8), no salão nobre do Congresso, recebeu aproximadamente de 500 convidados. O ato público contou com a participação de representantes do Senado, da Câmara dos Deputados e do Supremo Tribunal Federal (STF), além de governadores, ministros, parlamentares e representantes da sociedade civil e do Poder Judiciário.

“Este é um momento de intensa emoção para todos nós. O evento "Democracia na Inabalada" possui um caráter histórico muito significativo, pois reflete, acima de tudo, a união. A união de todos aqueles que têm um profundo apreço pela Democracia, considerando-a um valor e um bem inegociável”, disse a governadora do RN.

Ela também ressaltou ter sido escolhida para representar governadoras e governadores de todo o Brasil no evento desta segunda-feira. “O objetivo é reafirmar o nosso respeito à Constituição. Mais uma vez, destacamos que, para além das diferenças políticas ou ideológicas, o que nos une é o amor pelo nosso país, o respeito à Constituição e a inabalável defesa da Democracia”, encerrou.

A mesa de solenidade foi composta pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, do vice-presidente, Geraldo Alckimin, do presidente do Congresso, o senador Rodrigo Pacheco, do presidente do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, da ex-presidente do STF, ministra Rosa Weber, além do ministro Alexandre de Morais.  Também participaram o procurador-geral da República, Paulo Gonet, a senadora Eliziane Gama e o ex-presidente da República José Sarney.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Oculum