Independência

BANNER BLOG 2024 0001

 

Em uma iniciativa pioneira, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), anuncia o seu mais novo programa de extensão, o “Pilotos do Semiárido”. Numa parceria com a Agência Nacional de Aviação (ANAC) o programa tem como objetivo a formação completa de piloto comercial de avião.

Durante entrevista ao Jornal Mossoró Hoje nas Ondas do Rádio de quarta- feira (27), a Reitora da UFERSA, professora Ludimila Oliveira, anunciou que a UFERSA é a primeira universidade pública do país a oferecer um curso de formação de piloto de avião.

“O nosso curso de formação de pilotos é uma realidade, nós já assinamos o convênio, todo o projeto vai ser divulgado em janeiro em Brasília, com a presença do Ministro dos Portos e Aeroportos, Silvio Filho e o presidente da ANAC, Tiago Sousa Pereira. Nós vamos forma pilotos comerciais dentro da Ufersa, será um divisor de águas não só para Ufersa, mas para Mossoró, pois seremos a nível nacional, uma referência na formação de pilotos comerciais”, comemora a Reitora.

De acordo com a Reitora, para a execução do curso, a Ufersa contará com um helicóptero e toda formação prática do curso, será executada num Centro de Instrução de Aviação Civil (CIAC), a ser instalado nas dependências do aeroporto Dix-Sept Rosado de Mossoró.

A assinatura do convênio que tem incentivos do Governo Federal, é no valor de R$ 3,7 milhões. Segundo o coordenador do projeto, o professor do Centro de Engenharias da UFERSA, Rômulo Pierre Batista dos Reis, o curso terá duração de 36 meses (três anos), com 20 vagas para a primeira turma, sendo 50% das vagas preferencialmente para mulheres. A turma será iniciada no próximo ano.

“Um dos objetivos do curso é a democratização do acesso à formação de piloto civil no Brasil”, acrescentou o professor.

O curso é totalmente gratuito e voltado para pessoas com formação acadêmica de nível superior e que sejam provenientes de famílias de baixa renda. Outro ponto a ser destacado é o caráter inclusivo do projeto a nível regional ao estimular a formação de pilotos numa região menos favorecida, quando o assunto é aviação.

A parceria com UFERSA vem de encontro com a perspectiva da ANAC. A formação de pilotos ainda é uma área que carece de incentivos, diferentemente de muitas outras profissões. A justificativa do projeto consta que “a ANAC e a UFERSA poderá ser um caminho de sucesso na formação de profissionalismo da aviação na região nordeste, aprimorando a aviação regional, de forma a mitigar a desigualdade territorial entre as regiões do sul e do norte do país”.

A escolha dos candidatos que vão integrar o curso será feita mediante um edital de seleção a ser realizada pela Universidade e, numa segunda etapa, por meio de uma prova a ser aplicada pela ANAC. Todas as ações e metas do Programa serão executadas pela UFERSA e pela ANAC.

A formação em piloto de avião tem como base três pilares: licença de piloto comercial de avião, conhecimento técnico da língua inglesa e, formação acadêmica de nível superior. O professor Rômulo Pierre adiantou que a UFERSA já dispõe de uma comissão designada por meio de Portaria para trabalhar no Projeto Político Pedagógico de criação do Curso Bacharelado em Ciências Aeronáuticas, no Campus Mossoró.

Mossoró Hoje


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Oculum