Banner

OCULUM 600 120

 


Uma parceria dos músicos mossooenses André da Mata e Gianini Alencar, gravada por André juntamente com o carioca Xande de Pilares, a música “Que Deus Me Livre”, lançada há uma semana, já havia alcançado a marca de 1,3 milhões de visualizações no Instagram do selo Biscoito Fino, responsável pelo lançamento do novo trabalho, nesta quinta-feira (20).

Nascido em Natal, mas radicado em Mossoró desde 1991, André da Mata teve seu primeiro trabalho musical gravado em 2015, onde trazia faixas autorais e “Comida de comer com a mão”, co-autoria com Nino Miau e Paquera.

O disco contava ainda com as participações de Marcelinho Moreira, em “O samba da inveja”; Maria Menezes, em “Nas mãos do tempo” e Moyseis Marques, em “Ser sambista”, todas de André.

Noutras parceiras, Mingo Silva, em “Saudação aos tambores”, de André e do próprio Mingo e Ronaldinho, do tradicional grupo “Fundo de Quintal”, cantou “Alma gêmea”, também de de André, Kinho e Mingo Silva.

O show de lançamento do disco foi realizado no Teatro Municipal de Niterói (RJ).

Antes, em 2013, foi finalista do maior festival de compositores do Brasil, o São Paulo Exposamba, quando defendeu a composição autoral “Favelado eu sou”, em parceria com Kinho e em 2019, em Manaus, foi autor do samba-enredo campeão pela da Escola de Samba Vitória Régia, em homenagem a Humberto Calderaro, fundador do jornal “A Crítica”.

André da Mata também gravou “Ninguém morre de Amor” com o grupo Casuariana, pelo Biscoito Fino, mas o lançamento ainda não foi agendado.

O repertório do artista está disponível em todas as plataformas digitais, ecoando nas melhores rodas de samba do Brasil.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA