Independência

BANNER BLOG 2024 0001

 

O município de Mossoró recebeu do Ministério da Saúde o Selo de Boas Práticas Rumo à Eliminação da Transmissão Vertical do HIV. No Rio Grande do Norte, neste ano, apenas dois municípios receberam o reconhecimento por parte do Governo Federal. Mossoró foi agraciado na categoria prata.

A certificação de eliminação é realizada conforme critérios e etapas estabelecidos no Guia para Certificação da Eliminação de Transmissão Vertical de HIV e/ou Sífilis. Os municípios devem ter no mínimo 100 mil habitantes e manter critérios básicos e alcançar as metas de eliminação a partir dos indicadores de impacto e de processo.

“O selo é um reconhecimento conferido ao nosso município por meio de um grande trabalho. Desde o início da gestão que a gente vem fazendo esse trabalho, mas mais especificamente em abril deste ano fizemos um grande trabalho com todos os equipamentos de saúde do município na atenção primária, atenção especializada, maternidade, laboratório do município. Verificamos como estava sendo feita a assistência e também a prestação de serviço aos pacientes vulneráveis, onde o município contou muito com o CTA móvel levando aos bairros mais distantes, às unidades onde teriam mais dificuldades de acesso a essas pessoas, à realização da testagem rápida para HIV simples, hepatite B e C, onde esse acesso era difícil”, explicou Morgana Dantas, secretária municipal de Saúde.

O Selo de Boas Práticas Rumo à Eliminação da Transmissão Vertical do HIV tem validade de três anos. “Receber esse selo é uma grande satisfação para todos os profissionais do município de Mossoró. É um grande reconhecimento fruto do nosso trabalho prestado à população. Esse recebimento nos estimula cada vez mais a buscar aperfeiçoar o nosso trabalho. De agora em diante temos que honrar esse selo. Continuaremos com o trabalho que estamos desenvolvendo na assistência para as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) na cidade, priorizando cada vez mais melhorias no acesso e qualidade prestada aos pacientes vivendo com HIV no nosso município”, declarou Joyce Hayanny, coordenadora do Programa IST/AIDS e Hepatites Virais.

O Selo de Boas Práticas Rumo à Eliminação da Transmissão Vertical de HIV e/ou Sífilis nas categorias bronze, prata ou ouro é conferido às localidades que alcançaram indicadores próximos da eliminação. “Recebemos esse reconhecimento que é de suma importância como estímulo para o município a continuar esse trabalho. Diante dessa honra com o selo, que tem validade por três anos, continuaremos com o nosso trabalho, desenvolvendo assistência para as ISTs. Nossa intenção e prioridade é cada vez mais diminuir esse índice de transmissão, não só em HIV, mas também a eliminação da transmissão vertical da sífilis”, destacou a titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

A transmissão vertical ocorre da mãe para o bebê durante a gestação, o parto ou o aleitamento. Para evitar esse tipo de transmissão, as gestantes devem fazer o pré-natal, com todos os testes e cuidados disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS), que dispõe de insumos para prevenção, diagnóstico e tratamento, como preservativos, testes rápidos e laboratoriais, fórmula láctea, antibióticos e antirretrovirais.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Oculum