Escrita

Escrita banner

 


O Laboratório de Engenharia Econômica da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) apresentou o resultado do acompanhamento do valor médio da Cesta Básica Essencial Individual (CBEI) em Mossoró e mais três municípios. O boletim de outubro registrou queda no valor da cesta básica na segunda maior cidade do Rio Grande do Norte pelo quarto mês consecutivo.

O gasto médio com a CBEI na Capital do Oeste no mês passado 2023 foi de R$ R$ 490,74. Esse valor representa uma redução de 2,8% quando comparado com o mês anterior. Em setembro o índice ficou em 1,1%. Já em agosto a redução chegou a 2,3% e em julho 1,5%, completando quatro meses seguidos da cesta básica apresentando redução no valor.

Em outubro a equipe responsável pela coleta de informações visitou 16 estabelecimentos no município. No acumulado do ano a cesta básica essencial apresenta uma redução de 6,1%, enquanto no acumulado dos últimos 12 meses observa-se uma redução de 3,9%.

Os itens que apresentaram maiores aumentos no mês de outubro foram: Açúcar (+4,6%), Banana (1,4%) e Pão francês (0,7%). Com relação aos itens com maiores reduções de preço destaca-se: Tomate (-12,8%), Feijão (-9,1%), e Margarina (-3,5%). O levantamento considera o município de Mossoró dividido em 5 zonas administrativas, sendo a Zona Sul a que apresentou a maior média de valor de CBEI em outubro (R$ 526,74), enquanto a Zona Centro, o menor valor (R$ 460,95).

Os dados obtidos em outubro, segundo o LECON/Ufersa, indicaram que o valor médio da cesta no município de Mossoró representa aproximadamente 40,2% do valor do salário mínimo mensal líquido e o número aproximado de horas trabalhadas necessárias para adquirir a cesta básica de alimentos foi de 24 horas. Com o valor correspondente a um salário mínimo liquido é possível adquirir 2,49 cestas básicas e com o valor médio pago pelo Bolsa Família no mês de janeiro (R$ 688,97), 1,40 cesta.

A Cesta Básica Essencial Familiar (CBEF) foi calculada em R$ 1.472,23. Nesse caso foi considerada família composta por dois adultos e duas crianças, que por hipótese, consomem o equivalente a um adulto. A partir desse valor obteve-se o Salário Mínimo Necessário para suprir as despesas de uma família que corresponde a R$ 4.122,74.

Em Mossoró, o projeto acontece em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo (SEDIT/PMM). São coletadas informações em estabelecimentos comerciais de autosserviço referentes aos produtos definidos no Decreto-lei 339/1938 que compõem a cesta básica essencial. O LECON adota a metodologia empregada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) para cálculo dos indicadores de acompanhamento da cesta, salário mínimo e horas trabalhadas necessárias para aquisição.

VARIAÇÃO REGISTRADA DURANTE O ANO DE 2023

OUTUBRO

Valor médio: R$ 490,74

Redução: 2,8%

SETEMBRO

Valor médio: R$ 505,00

Redução: 1,1%

AGOSTO

Valor médio: R$ 510,86

Redução: 2,3%

JULHO

Valor médio: R$ 545,07

Redução: 1,5%

JUNHO

Valor médio: R$ 553,21

Aumento: 5,3%

MAIO

Valor médio: R$ 525,60

Redução: 0,3%

ABRIL

Valor médio: R$ 526,99

Aumento: 0,9%

MARÇO

Valor médio: R$ 522,13

Redução: 4,6%

FEVEREIRO

Valor médio: R$ 547,16

Aumento: 1,2%

JANEIRO

Valor médio: R$ 540,53

Aumento: 3,5%


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA