Governo

640x128

 

O Rio Grande do Norte alcançou, ao final de outubro deste ano, marcas históricas na geração de energia solar distribuída, aquela que geralmente é colocada no teto das residências e empresas. De acordo com o Observatório da Energia Solar, base de informações montada pela empresa JVilar Consultoria, que integra a Associação Potiguar de Energias Renováveis – APER, já são 52.873 sistemas instalados, espalhados por todos os 167 municípios do Estado, com uma capacidade instalada de 530,67 kWp. No mesmo período de 2022, eram 37.788 sistemas instalados, com potência de 378,9 kWp. A evolução no período foi de 39,9%.

Para que se tenha uma ideia da ordem de grandeza que isso representa, caso essa potência fosse direcionada para atender apenas estabelecimentos residenciais, com uma conta média mensal de R$ 200,00, seriam atendidos mais de 295 mil domicílios, maior que a quantidade de domicílios existentes na cidade do Natal, 270.045 em 2022, de acordo com dados do IBGE. Em termos de quantidade de sistemas já conectados à rede de energia, 81,1% são representados por estabelecimentos residenciais e 14,9% por comerciais.

Tribuna do Norte



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

Cacim