Escrita

Escrita banner

 

Do Mossoró Hoje

Investigações realizadas pela polícia civil de Mossoró apontaram que, pelo menos três guardas civis municipais estão envolvidos no atentado cometido contra o veículo utilizado pelo comandante do órgão, Thiago Fernandes.

A informação foi confirmada durante coletiva de imprensa, realizada nesta terça-feira (7), pelo delegado Regional, Rafael Arraes, e pelo delegado da 38ª DP de Mossoró, Dênis Carvalho.

O ataque à viatura descaracterizada, utilizada por Thiago Fernandes, aconteceu no dia 11 de outubro. O veículo foi alvejado a tiros, enquanto estava estacionado em frente a residência dele.

Segundo Denis Carvalho, as investigações apontaram para a participação de pelo menos, três guardas nesse crime, mas as investigações seguem a fim de identificar outras pessoas que possam estar envolvidas no caso.

Durante a madrugada de hoje, a polícia civil cumpriu cinco mandados de busca e apreensão em residências ligadas aos suspeitos, sendo três em Mossoró, um em Assú e outro em Natal.

Na ocasião, foram apreendidos um carro, possivelmente utilizado no crime, munições e duas armas, uma delas de uso funcional.

O delegado regional, Rafael Arraes, informou que esta foi apenas a primeira fase da operação, que contou com a colaboração da Polícia Militar e do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Rio Grande do Norte.

“A gente espera, na segunda fase, colher mais fruto e fazer um desfecho final de todos os envolvidos no presente caso”, disse.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA