Escrita

Escrita banner

 


Nesta terça-feira (12), a partir das 14h, acontecerá, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), a reunião dos deputados estaduais que compõem a Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Socioeconômico, Meio Ambiente e Turismo com a 3R Petroleum.

O objetivo é que a empresa explique o alto valor da gasolina - seguido de sucessivos aumentos - praticado no RN.

O requerimento para realização da reunião, de autoria da deputada estadual Isolda Dantas (PT), propõe a busca por soluções para que o RN, produtor de petróleo, não seja um dos estados em que o povo paga uma das gasolinas mais caras do Brasil.

Também confirmaram participação na reunião: o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do RN (Sindipostos), o Sindicato dos Petroleiros e Petroleiras do Rio Grande do Norte (Sindipetro), o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e o PROCON RN.

O segundo semestre no Rio Grande do Norte foi marcado por consecutivos aumentos nos preços dos combustíveis, quadro resultante da venda da Refinaria Potiguar Clara Camarão (RPCC), promovida pelo ex-presidente Bolsonaro, para a 3R Petroleum.

No dia 03 de agosto deste ano, a deputada estadual Isolda Dantas (PT) propôs, durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), que a Casa Legislativa convidasse um representante da 3R Petroleum, administradora da RPCC, para explicar por quais motivos a refinaria localizada em Guamaré, na região da Costa Branca do estado, privatizada em 7 de junho, vende gasolina a R$ 3,20, valor 27% mais caro do que o da estatal.

Em seu requerimento, Isolda ressaltou que “os potiguares não merecem tantas consequências vindas da privatização, dos desmontes e entregas dos patrimônios que deveriam servir ao povo”.

Mossoró Hoje



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA