Cacim

Print

 

Os médicos da cooperativa Neo Clínica SS, que atuam na Maternidade Almeida Castro, em Mossoró, publicaram nesta terça-feira (12) uma nota pública informando suspensão das atividades no prazo de 48 horas, após descumprimento do pagamento de plantões e de visitas médicas realizadas desde maio de 2023.

A Associação de Assistência e Proteção a Infância de Mossoró (APAMIM) é a responsável por realizar os pagamentos para os médicos pediatras. A APAMIM foi nomeada judicialmente para receber verbas do SUS de origem da União, do Estado e do Município e realizar os pagamentos dos médicos, mas os profissionais convivem com constantes atrasos.

Atualmente, a Neo Clínica realiza serviços em Mossoró nos setores de UTI Neonatal, salas de parto e Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional (UCINCo).

Procurada pelo Jornalismo TCM, a APAMIM falou que a Prefeitura de Mossoró não tem realizado o repasse para o pagamento dos médicos referente aos meses de maio, junho, julho e agosto, e o Governo do Estado deve dois meses.

TCM Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA